De manhã, bem cedo, Vô Vivendo leva a netinha de voz e alma cristalina para a escola. Ela faz um teatrinho, só pra se arriar no colo do vovô por alguns minutinhos…

… mas logo está com todo o pique, querendo garupa ou apostando corrida até o final do corredor, além de ensinar o vovô a assobiar, tudo ao mesmo tempo.

Quando saem, a vovó grita “boa aula”, lá do seu quarto, onde estava se arrumando. A netinha pára tudo e observa “como a voz da vovó é bonita”…

Chegam à rua e está garoando… Ela pede colo pra me dizer segredo:

– Eu quero te dizer uma coisa, vovô, mas tem que ser bem baixinho, no ouvido…

– Então, diz – peço.

Tá chovendinho – conta ela, sussurrando no ouvido.

Vô Vivendo coloco a pequeninha e a mana no carro. Liga o limpador do pára-brisa. Vai tentando assobiar e se dá conta:

Está encantadinho!

Voltando pra casa, crianças na escola, lembra que o Brasil já cortou pela metade os gastos do país em Educação Básica, no orçamento de 2018.

Lembra que o Congresso aprovou esta violência.

Lembra que o oligopólio familiar hereditário da grande mídia, aplaudiu os cortes de “gastos” do Orçamento de 2018, dizendo que o país está fazendo “o dever de casa”!

Lembra que vai continuar ouvindo discursos lindos, dizendo que só a educação pode salvar nosso país!…

… mas Vô Vivendo tem a clareza de um avô encantadinho!

 

Anúncios