Me diz quanta bala os canhões vão disparar
até, um dia, a guerra terminar?…

Quantos anos tem um povo que existir
até que se consiga libertar?…

Quanto a morte ainda, até a gente entender
que já foi demais tanto morrer?…

A resposta, meu amigo, tá no vento, a soprar.
A resposa, meu amigo, tá no vento.

 

Anúncios