Estou convidando, inbox e fora do box, tantos amigos quanto consiga, ligados à cultura da cidade, para a audiência pública que vai acontecer na Câmara de Vereadores, sobre a relação do município com todos estes coletivos e movimentos culturais que estão germinando e pipocando aqui (e em todo o mundo, para dizer a verdade).

Vai ser dia 20, quinta da semana que vem, às 19h00, na Câmara Municipal.

Isto interessa a toda a diversidade que existe em Novo Hamburgo. Tem coisa importante acontecendo em Hamburgo Velho e também na periferia. Tem movimentação da gurizada e dos veteranos mais usadinhos. Tem gente engajada politicamente e tem quem ache política partidária um saco e uma perda de tempo.

Minha opinião é que esta audiência é um bom momento para dar visibilidade a toda esta agitação cultural que está acontecendo na cidade. Não é só pra mostrar ao poder público (que já é uma coisa importante), mas também para nós mesmos. Então, o convite vai pro povo da periferia e pro pessoal da Fundação Scheffel. Mas o centro da preocupação é com quem está ativo, desenvolvendo trabalhos legais.

Não se trata só de demandar recursos e formas democráticas de distribuição de recursos. Na relação da Sociedade Civil com o Poder Público, este pode ajudar, muitas vezes. Outras tantas, pode não atrapalhar.

Todas estas coisas podem ser ditas e ouvidas. Também devem ser ditas e ouvidas as propostas do poder público. Audiência Pública é exatamente para isto: para dizer e ouvir, com respeito e atenção.

É pra divergir, sim. Mas também pode convergir, em pequenas coisas, em grandes coisas, o que for possível.

Este é o convite. Tem até uma pequena dose de apelo. Tem muita coisa fervilhando na cidade. Quanto mais a gente conseguir se conhecer, compreender e ajudar, melhor para todos.

AOS AMIGOS MÚSICOS, UMA QUESTÃO ESPECIAL E ESPECÍFICA

O Conselho Municipal de Política Cultural está sem representação dos músicos.

O Conselheiro eleito no ano passado, Gustavo Müller, assumiu Cargo de Confiança nesta administração, ficando impedido de participar como representante da Sociedade Civil. A suplente, Janine Fernandes, por questões pessoais, considera não ter como representar os músicos com a necessária dedicação.

Diante disto, ontem, conforme discutido no Fórum de Literatura, que vem se reunindo com bastante frequência, foi proposto que a SECULT convoque o Fórum da Música para nova eleição dos Conselheiros. Temos muita gente que tem competência e sabedoria para assumir esta bronca, mas nem todos tem tempo. A alguns falta saco… (dá pra compreender).

Acredito que a reunião será convocada em breve. Quem quiser articular, à vontade. É aí que começa a tal Democracia.

Anúncios