Novo Hamburgo –

Acordei bonzinho, hoje! Tenho três elogios a fazer à administração da prefeita 20 por cento de Novo Hamburgo, Fátima Daudt (*).

(*) Vejam só: fazer oposição não deve cegar a gente. Pelo contrário, devia deixar o olho mais atento e os dois neurônios, o Tico e o Teco, bem mais ativos. A divergência é ideológica, de entendimento da realidade. Não é pessoal. No nível pessoal, o que eu faço é torcer pelas pessoas, especialmente pelas pessoas reais, do povo real. O que fizer bem para elas, faz bem pra mim.

FUNCULTURA: 18 PROJETOS HOMOLOGADOS PARA O EDITAL DE FOMENTO

Primeiro: foi publicada, ontem, a lista dos 18 projetos homologados, dentre os 44 inscritos para o Segundo Edital de Estímulo Cultural e Artístico, construído para destinar financiamento público, com prêmios de R$ 5 mil a R$ 10 mil.

Pra conferir: http://cultura.novohamburgo.rs.gov.br/modules/noticias_an/article.php?storyid=69733

Eles passam, agora, a ser avaliados por uma Comissão Independente, constituída em acordo entre a Secretaria Municipal de Cultura – SECULT e o Conselho Municipal de Política Cultural – CMPC.

O elogio que deve ser feito à atual gestão aponta para a forma aplicada e profissional que imprimiu ao recebimento das inscrições. Estabeleceu um padrão de exigência transparente e criterioso, aceitando apenas a inscrição dos projetos que atendiam a todos os requisitos estabelecidos no Edital. Cumpriu rigorosamente os prazos.

Com isto, poupou os servidores de qualquer constrangimento e os aliviou de qualquer pressão indevida. E garantiu, na sequência, uma elevação do nível técnico de apresentação dos projetos que serão inscritos nos próximos editais. (**)

(**) O elogio à atual administração, na SECULT representada pelo competentíssimo Ralfe Cardoso, não se refere à publicação do Edital, anterior à atual gestão.

Este mérito, atribuo:

aos artistas e produtores culturais que participaram ativamente do Conselho, e lutaram meeeesmo para que os Editais se tornassem realidade;

à equipe da SECULT que se dedicou até com paixão, sofrendo e se alegrando, para concretizar esta iniciativa e,

sem falsa modéstia, a mim mesmo, porque, como Secretário, nos últimos quatro anos, fritei meus neurônios, meus dias e quase toda minha paciência na busca de instituir um sistema público, participativo, transparente e efetivamente democrático de gestão da cultura em Novo Hamburgo. Acho que fui bem sucedido, não no resultado, que está longe de se completar, mas no encaminhamento.

Devo também registrar o esforço pessoal dos meus dois diretores de Cultura neste período, Fábio Kossmann e Eliandro Cantini, ambos do PCdoB. Tivemos muitas divergências neste período, mas o respeito pelo comprometimento com aquilo em que acreditam está acima dos desentendimentos.

A GUERRA AOS BURACOS

limpeza-asfalto

Pra não pagar de ingênuo, começo lembrando que a Guerra aos Buracos faz parte da Administração Show da prefeita Fátima Daudt, na disputa política (legítima) pela simpatia da opinião pública e pela minimização da importância dos governos petistas que a antecederam.

Mesmo assim, é importante destacar a metodologia da operação tapa-buracos. Ao invés de tapar um buraquinho aqui e outro ali, com remendos que logo irão se desgastar, se reconstituem trechos inteiros de pavimentação antiga e frágil.

Se gasta um pouco mais no imediato, mas se tem resultados mais permanentes, não só no fluxo de caixa da Prefeitura, mas também na qualidade de vida dos motoristas e no bolso deles, tanto pela redução das despesas de oficina mecânica como pela redução do consumo de tranquilizantes.

Tem que torcer pra funcionar, porque é bom para todos.

Outra coisa é fazer a disputa ilegítima, de acusar o prefeito anterior de ter transformado Novo Hamburgo na “Capital dos Buracos”. Simplesmente porque não é verdade. Era só atravessar o Rio dos Sinos pra ver que muitas outras cidades tinham muitos problemas, às vezes muito piores, de buraqueira.

Também tem que dar uma olhada nos números. Algumas pessoas me falaram que a grana que está sendo investida é muito alta e que a contratação do serviço foi feita sem licitação, em razão da urgência. Vou verificar estes números e esta situação. Há um bom comparativo, com o custo das obras de repavimentação contratadas pelo prefeito Luís.

Observo que se a comparação for favorável à prefeita Fátima, também será publicada.

Finalmente, tem que observar de onde estão sendo retirados os recursos destinados à recuperação da malha viária. Quero dizer que não vale apenas criticar o prefeito anterior por ter sido TALVEZ menos eficiente no enfrentamento aos buracos, sem considerar os importantíssimos resultados de sua administração na redução dos alagamentos em Novo Hamburgo.

Ok: a prefeita Fátima vai brilhar na manutenção das vias públicas da cidade! E as obras e projetos para proteger definitivamente o povo das vilas (e não só das vilas) do flagelo das enchentes? Uma coisa prejudica a outra? Há consenso quanto ao grau de prioridade para cada caso? 

LIMPEZA PUBLICITÁRIA

limpeza-publicitaria

Notícia no portal da Prefeitura dá conta de nova ação de bem vinda e necessária política de limpeza e embelezamento da cidade: “Fiscais da Diretoria de Serviços Urbanos, ligada à Secretaria de Obras Públicas… realizaram… fiscalização e retirada de materiais de propaganda irregulares, colocados em vários espaços do município. O total de material apreendido chegou ao volume de 10 quilos.”

Comento: tem muito mais quilos a ser retirados e todo mundo já deve anotado o nome de alguma detetive profissional, para qualquer eventualidade. Parabéns!

A ação começou na Avenida Victor Hugo Kunz, no bairro Canudos, passando também pelas avenidas Nicolau Becker e Nações Unidas, na área central. Diversos banner e cartazes foram retirados e postes e grades, diminuindo a poluição visual na cidade.”

Comento: o combate à publicidade irregular e mesmo o disciplinamento da regular, quando em espaços públicos, é estratégica para o desenvolvimento de um Município, como Novo Hamburgo, que tem na cultura viva e no patrimônio histórico duas de suas maiores riquezas. Parabéns. E dá pra avançar.

O PETRÓLEO É NOSSO, MAS…

O governo (golpista, usurpador e ilegítimo) de Michel Temer tenta vender a Petrobrás em fatias, a toque de caixa, rapidamente, com o mínimo de barulho… mas…

tem gente atenta. Às vezes dá algum tropeço. Sugiro ver o link:

http://costaadvogados.adv.br/justica-federal-de-sergipe-suspende-venda-da-suape-e-da-citepe-pela-petrobras/#.WJCelVOYOAg.facebook

Anúncios